No Brasil, quando falamos de envelhecimento de cachaça, além do carvalho importado, que o mundo todo utiliza para envelhecer suas bebidas (vinho, cognac, rum, etc.), usamos também diversos tipos de madeiras nativas, cada uma trazendo características distintas, agregando cor, aroma e sabores às suas bebidas. 

O processo de selecionamento de nossos barris são feitos da seguinte forma:

• Maior espessura: a robustez e espessura aumentam o contato da cachaça com a madeira e torna o barril mais resistente, evitando vazamentos e amenizando choques físicos.
• Certificação: todas as madeiras para a produção dos barris têm origem certificada e documentação dos órgãos competentes.
• Artesãos: os barris são produzidos por tanoeiros especializados com anos de experiência e com carteira assinada.
• Ingredientes naturais: no processo de produção a madeira não sofre nenhum tipo de tratamento químico, como a utilização de cola ou verniz. Os barris são produzidos usando somente cera de abelha. O uso da cera garante total isenção de contaminantes, ajuda a impermeabilizar a madeira e reduz as taxas de evaporação.