Cachaças Chico Mineiro: Uma trajetória inspiradora

O Começo

João Xavier Borges, fazendeiro e boiadeiro, construiu seu primeiro alambique em 1922, as margens do riacho Palmitos, onde, já havia construído em 1918 a sede da Fazenda Palmitos. Mesmo com as limitações tecnológicas da época, graças ao seu espírito empreendedor e pioneiro, equipou a propriedade com água encanada, maquinas e equipamentos agrícolas disponíveis na época para a produção agrícola.

Em seu engenho, produzia açúcar, rapadura, melado e a cachaça, que na época era conhecida como cachaça XAVIER, cuja produção, anos depois teve continuidade com seus sobrinhos e netos.
 

Um novo alambique

 
Em 1991 seus netos construíram um novo alambique, em outro ponto da propriedade, sempre as margens do riacho Palmitos. Com as novas instalações, veio a evolução do produto, aliando as tradicionais praticas da produção artesanal mineira, com as modernas técnicas da produção artesanal controlada, moagem, fermentação, e destilação do produto, e envelhecimento.
 
Sempre preservando a tradição mineira de fazer a cachaça artesanal, novas embalagens foram criadas.
 

Amor pela cachaça de Minas.

 
A marca CHICO MINEIRO foi uma homenagem ao lendário e folclórico peão de boiadeiro, cantado em verso e prosa, e sobretudo uma homenagem ao fundador e pioneiro JOÃO XAVIER, que por mais de meio século, cavalgou as estradas do centro oeste mineiro, levando e trazendo boiadas, e que deixou de herança para filhos, netos e sobrinhos o amor pela vida rural, pela pecuária principalmente o gosto pela boa cachaça de Minas.

Encontre cachaças artesanais Chico Mineiro com ótimos preços. Adquira as melhores bebidas e crie valor para a sua adega.